close

Leitura

Quinze coisas a se fazer quando se está solteiro (a)

1-amigas-solteiras

Sim, quando se está. Porque graças a Deus, isso não é um status imutável e tudo sempre pode mudar né? E não adianta querer tapar o sol com a peneira, porque estar namorando, casado ou solteiro tem seu lado bom e ruim. Tudo na vida é uma questão de perspectiva e aprendizado. Já passei por ambas as fases e quer saber de uma coisa? Devemos aproveitar cada uma delas e aprender que em tudo crescemos e amadurecemos.

Se hoje você está aí sentada no sofá assistindo suas séries favoritas acompanhada de uma baita bacia de pipoca (e só), não fique triste. Estar solteiro (a) também tem seu lado bom e vou listar apenas 15 delas!!!

1 – Sair com os amigos. Vamos começar com o óbvio né? Nada mais divertido que tirar um tempo com os amigos sem ter que ficar dando explicações para onde vamos e com quem.

2 – Longe de ataques repentinos de ciúmes. Tem gente que diz que quem não sente ciúmes não ama. Bom, o amor pra mim vai além do estar junto a alguém. O amor é uma escolha e você deve sempre escolher confiar e respeitar.

3 – Livre de galhos. Sim, quem nunca? Bom, se não está namorando, pelo menos não corre esse risco! kkkk

4 – Viajar pelo mundo. Ah, tá certo. A crise tá feia e está difícil de ir até em Candeias? Mais um motivo de chamar as outras “zamigas” solteironas e rachar as despesas. Qualquer coisa, bate um papo com a Emilli Sousa que além de phyna, elegante e sincera (hahahaa) é expert em dar voltas ao mundo. Ainda pode ser uma ótima companhia!

5 – Sair e se permitir ser cortejada. Paquerar parece que saiu de moda né? O povo já quer chegar “chegando”.  Mas vai dizer que a fase da conquista não é boa? Eu pelo menos me divirto com a minha falta de ideia do que fazer quando me olham com aquele olhar 43.

6 – Ler um livro. Quando não estamos acompanhadas, nos sobra mais tempo para fazer coisas legais que deveríamos fazer mais, como por exemplo, ler um livro.

7 – Quando se está solteira, você não precisa esconder as sacolas de compras e nem a fatura do cartão de crédito. Hahahahaha

8 – Baixar aplicativos de paquera. É bem verdade que tenho visto muita gente comprometida nesses aplicativos, mas quando se está solteira, você não carrega essa culpa e ainda se diverte e dá muita risada com suas amigas ao ver uns perfis aí.

9 – Dizem que o amor engorda. E na maioria das vezes, engorda mesmo. Hahahaha. Não é regra, mas quando se está solteira, você geralmente está na sua melhor forma. Hahahaha (me julguem!).

10 – Você pode se vestir como quiser. Acredite: Ainda tem homem que faz o tipo controlador e acha que sua parceira é de propriedade dele. Tira esse “controle remoto” da mão meu “quirido”.

11 – Vá aprender uma nova língua. Quem sabe você faz aquela viagem dos sonhos e daí, tudo fica mais fácil. Conhecimento nunca é demais.

12 – Faça planos para o futuro. Estar com alguém também não te impede de fazer isso, é claro. Mas quando se está solteira, você não precisa ficar com medo ou com receio de ter sempre que incluir seu parceiro neles sem te deixar numa “sinuca de bico”.

13 – Se dedique mais ao trabalho / estudos. Quem nunca quis estar totalmente satisfeito com a sua vida profissional?

14 – Curta a sua solidão. Sim. Pode parecer estranho, mas você só vai saber viver com alguém um dia quando aprender a não depender dela para ser feliz! Ufa, já passei dessa fase!

15 – Solteiro sim, sozinho nunca, online sempre. Viva a liberdade e aproveite as conexões! Tem muita gente bacana pra gente conhecer… e quem sabe, numa dessas, a gente muda de lado outra vez! Kkkkkkkkkk

Boa semana minhas lindezas! E vamos aproveitar e comemorar!!! Vai que ano que vem alguma de nós seja banida dessa categoria. Hahahahaha

 

Leia mais

Deixa ele amar você…

6cd649a82108377895cd996fbc15ce02

Ninguém sabe a dimensão do prejuízo de um amor que não seguiu o seu curso natural até ele ter um fim. Por alguma razão, vocês não estão mais juntos e nem você e nem ele se deram conta de como deixaram isso tudo acontecer. Você lembra dos risos, dos fins de tarde sentados no sofá, das mãos dadas durante o passeio no parque, das séries que assistiram no Netflix. Tudo parecia fazer sentido e daí você se dá conta que tudo isso já não existe mais.

E talvez seja nesse momento que você tenha parado para pensar no que podia ser diferente, no que poderia ter feito diferente. As coisas estavam bem, vocês faziam planos que incluíam um balanço na varanda da casa. Vocês teriam filhos, cachorros correndo pelo quintal e uma vida inteira pela frente para descobrir o real sentido de tudo. Sim, teriam.

Mas algo aconteceu com você e em algum determinado momento se trancou. Viveu presa numa realidade utópica e deixou de estar na mesma sintonia que ele. Nem mesmo as horas e horas de conversas a dois conseguiram fazer com que ele entendesse os motivos de tanta frieza, afinal, as suas experiências eram distintas. Não havia nenhuma chave que pudesse abrir a mente e o coração dele e nenhuma dose extra de entendimento e compreensão do qual você poderia oferecer. As suas experiências e vivências não valiam para ele.

Mas ele te amou. Amou quando abria longos sorrisos ao abrir da porta, ao toque suave do cafuné que a deixava despenteada, ao dizer o quanto te adorava mesmo com aquele jeito desengonçado que ele tinha. Te amou quando abriu a porta do carro para você, quando suportou ir às compras contigo e até mesmo quando por diversas vezes, ficou em silêncio.

Te amou mais ainda quando se deu conta de que seria feliz ao seu lado a fazendo feliz. Quando aceitou teus limites, teus defeitos, sua TPM e sua falta de maturidade e coragem para deixar tudo acontecer de uma forma mais leve. Sem regras, sem imposições, sem fórmulas.

E você desatenta, achando que tinha tão pouco, tinha tudo. E depois de tanta distância tenha entendido o quanto você ainda poderia apenas ter deixado ele amar você…

 

Leia mais

Deus não se esquece dos seus sonhos

sonhar-voar

Você já parou para pensar e analisar em quantos pedidos em oração você fez a Deus? Em quantas coisas você planejou e sonhou? Naquele suspiro ao fechar os olhos antes de dormir??? Eu tinha me esquecido de alguns. Na verdade, de vários. Eu sempre fui daquele tipo de adolescente que sonhava acordada. Naqueles tempos, sem telefone celular e intenet, era mais fácil manter certos costumes e um dos que eu tinha, era conviver sozinha, comigo mesma. Eu fechava a porta do meu quarto, ligava o som, pensava, sonhava com o futuro, que para mim era algo muito distante.

Já tive vontade de ser muita coisa. De viajar por esse mundo afora, conhecer várias pessoas e viver uma grande história de amor. Dizem, que toda história de amor só é grande, se for triste, e eu de certa forma hoje, entendi o que o autor quis dizer… Sonhava em ser uma grande profissional e assim, ser reconhecida pelo meu trabalho. Queria ser mãe, uma boa esposa e ainda estar renovada o suficiente para começar tudo de novo. Mas isso nem era a metade.

Acontece, que por mais longe que você esteja de alcançar algo na sua vida, Deus está sempre lá, no cantinho dEle, observando tudo. Nem sempre as coisas saem do jeito que a gente quer e espera, mas mesmo assim, acontecem da forma que Deus permite.

Perdi as contas de quantas vezes eu parei e questionei as coisas que aconteceram em minha vida. Dia desses, conversando com uma amiga, falei pra ela que, apesar do pesares, estou ciente de que por mais difícil que tenha sido, tudo foi válido e por um bem maior. As dificuldades, as perdas, o sofrimento e cada lágrima serviram e muito pra eu me tornar a pessoa que sou hoje. E na sua infinita misericórdia, Deus me manteve aqui, sempre de pé e de cabeça erguida.

O que quero te dizer e encorajar com tudo isso é te perguntar: “Qual foi a última vez que você fez planos em sua vida?”. Muitas das vezes, por diversos motivos e fatores, vamos deixando de lado aquilo que nos impulsiona para frente. Às vezes, pode parecer que falta fé e acreditar que tudo vai passar é utopia, ainda mais quando não se vê sequer uma luz no final do túnel. Quem nunca? Às vezes a gente esquece, deixa passar. Em outras, perdemos até um pouco da nossa identidade.

Mas a palavra de Deus fala que Ele sonda e conhece nossos corações. Sabe dos nossos sonhos e ainda nos dá muito mais além do que pedimos ou pensamos. Que maravilha!!! É bem verdade que devemos nos apegar a isso e viver uma vida de esperança. Mas também sei que nem sempre é fácil crer em dias melhores, ainda quando o céu está bem nublado.

Entendi que cada tropeço deve ser levado em consideração. Afinal de contas, nenhuma folha cai da árvore sem a permissão do Senhor. Eu vivi muitos dias bons, e também, dias ruins. O que aprendi? Talvez o maior ensinamento de todos até hoje: não estou sozinha. Não entendemos o por quê de certas situações, que muitas das vezes, julgamos não merecer, é verdade. Mas para tudo Deus tem um propósito. Sim, apesar de ser uma equação difícil de se entender, o resultado final é sempre esse: aprendizado.

Nós mulheres temos um dom dado por Deus. Somos fortes. Somos guerreiras. Somos resilientes. Viver mesmo diante de situações contrárias e manter-se de pé é uma especialidade nossa. Quem se identifica?

Tudo que vivi nesses 32 anos me ajudaram a ser a pessoa que eu me tornei hoje. E até aceito dizer que, se eu pudesse escolher, passaria por isso mesmo. O propósito de tudo é bem maior. A escada sempre foi longa e os passos sempre fora dados um de cada vez. Firmes e seguros.

Hoje eu ainda tenho muitos planos e o mais engraçado de tudo isso foi perceber que Deus me fez lembrar de sonhos que para mim, estavam perdidos. Eu havia esquecido, mas Ele, não!

Os dias podem não estar sendo fáceis para você. Talvez tenha perdido alguém que você ama, talvez você esteja se sentindo solitária e incapaz, talvez esteja sem vontade de prosseguir. Mas tenha uma certeza: vai passar. E quando esse dia chegar e você olhar para trás, assim como eu estou fazendo agora, vai dizer: “Senhor, muito obrigada. Eu venci”.

 

Leia mais

De repente, 32!

14449051_1096174793807117_9031779678809468241_n

14449051_1096174793807117_9031779678809468241_n

Ela tinha pouco mais de 20 anos quando deu conta de que talvez, em um futuro breve ou não, poderia viver tudo aquilo que sonhara. Não tinha planos mirabolantes, nem sonhava com grandes coisas, como a maioria de suas amigas. Ela queria ser uma profissional bem sucedida, ter sua própria família, com direito a cachorros e papagaios, uma casa refúgio, um marido que pudesse ser um eterno amigo e namorado e filhos em que ela pudesse ensinar tudo aquilo que havia aprendido. Era isso. Esse era basicamente o plano de vida que aquela menina tinha em sua mente.

Alguns desejos se concretizaram. Outros, ainda em processo. Outros, nem sinal ainda. Ela aprendeu que uma das melhores coisas na vida chama-se: tempo. Passar por esse processo não é fácil. Assim entendeu aquela menina, que levava sempre consigo, um sorriso no rosto e uma pitadinha de esperança, mesmo sem saber como.

Aí veio um estalo. De repente ela percebeu que o tempo havia passado rápido demais. “Como assim?” Pensava ela, afinal de contas, havia percebido que num estalar de dedos, já tinha alcançado seus 32 anos de vida. Ela tinha quinze, dias atrás. Vinte, quando achou que já estava ficando com idade suficiente para fazer as suas próprias escolhas. Mas os trinta??? Aos trinta ela não imaginara ainda.

Ela acreditara que de um modo ou de outro, teria que correr. Não contra o tempo, afinal de contas, ele mesmo já é encarregado de fazer cumprir o seu papel. Ela tinha que correr ao sonhar com uma nova vida. Ainda acreditava que, apesar de todas as dificuldades, estava mais forte e preparada para enfrentar e aproveitar cada momento que viria a seguir.

De repente, ela começou a entender que os sonhos delas eram pequenos diante do que Deus tinha e queria para ela. A vida foi posta de cabeça para baixo, para que a casa fosse arrumada. Deus havia permitido todas as coisas para que tudo fosse posto exatamente no lugar. Algumas coisas foram tiradas, outras acrescentadas e outras, encontradas.

Aquela menina tinha percebido o quanto era forte. O quanto era linda. O quanto podia ir mais além.

Ela ainda tem sonhos bobos. Quer correr descalça na grama. Brincar com seus filhos no tapete da sala. Andar de mãos dadas com o homem que Deus vai dar a ela. Ainda sonha com grandes momentos com suas amigas. Ainda quer chocolate, pipoca, um filme e uma eterna companhia. Quer casar, ter filhos (na verdade, mais um) e de certa forma, cumprir seu papel aqui nessa terra.

Ela entendeu que o amadurecimento vem com o tempo. Que a vida segue seu curso. Que as misericórdias de Deus sempre se renovam.

Entendeu que vai ser feliz. E que a felicidade na verdade, é o caminho…

Leia mais

O Blog e o que ele representa para cada uma de nós!

capabloguers

Oi gente!!! Que correria!!! Não estou em Porto Velho, estou desde ontem em Brasília a trabalho e acabei ficando sem tempo para postar sobre uma data que é muito importante para mim: o dia do Blog, comemorado internacionalmente neste último dia 31 de agosto. Dizem que esta data foi escolhida porque seus números se assemelham com a palavra blog. Consegue ler Blog aí?

31/08

E nessa perspectiva?

Sem título-1

Bacana, não é mesmo??

Pois bem. Eu conversei com umas amigas blogueiras e pedi para elas me definirem o que o blog representa na vida de cada uma. Confesso que me surpreendi com algumas respostas!

LOGO-LALA-269x300

“O Blog é uma troca de informações, de idéias, amo essa troca em cada post que eu faço. Poder levar para casa das minhas leitoras um pouco do amor que eu coloco nas minhas mesas ❤❤”

Lala Gouvêa do DetalhesQueEuAmo.com

vic-logo-271x300

“O Blog me salvou de uma depressão e graças ao carinho das leitoras que me mandam emails fofos todos os dias, sigo em frente querendo fazer o meu melhor pelos leitores e por mim!”

Victória Padilha do Blog da Vic Vegana

thais-logo-2-283x300

“Escrever e dividir com os amigos assuntos relevantes sobre Porto Velho, tendências de moda, saúde e beleza, gastronomia, tecnologia, viagens e eventos. Contar o melhor de cada um dos lugares por onde já passei e claro, compartilhar todas minhas descobertas do dia-a-dia, sobre o que é ser uma mulher de 30 anos na atualidade e sobre moda acessível”.

Thaís Lourenzzo do ThaisLourenzzo.com

Logo-blog-PAULA-293x300

“O blog representa pra mim um meio de produzir conteúdo e também um espaço para expandir aquilo que eu acredito. Uma oportunidade para expandir e compartilhar sobre o que me inspira no universo feminino, como moda, beleza, estilo de vida e tendências”

Paula Lobato do PaulaLobato.com.br

logo-nicole-285x300

“Para mim o blog é uma representação da minha personalidade, poder dividir experiências, dicas e informações sobre feminices, vida pessoal e tudo aquilo que me traga inspiração”

Nicole Vieira do HeyNicole.com.br

DSC_88511-244x300

“O blog pra mim representa inspiração, onde expressamos novas idéias, dicas, experiências e feminices… Em troca de carinho, isso é o mais gratificante”

Paulinha Silva do PaulinhaSilva.com

cd7291_9eeff0e0bd28413d9bcf8dc429b2b31f-mv2

“Neste momento, o blog para mim significa um novo desafio. E até mesmo um trabalho que tenho priorizado. Espaço onde compartilho com as pessoas minha vida, pensamentos, escolhas, dicas e informação. É também o local onde eu consigo aliviar um pouco o stress do dia a dia, seja escrevendo ou até mesmo lendo outros blogs!”

Débora Moutinho do MoutinhoDeCoisas.com

perfil

“O blog é como se fosse uma válvula de escape para o estresse do meu dia a dia, onde eu tenho uma liberdade para me expressar e falar sobre tudo o que eu mais amo”

Mariana Vannier do MarianaVannier.com.br

micaela souza

“O blog representa pra mim uma lição que eu tenho que fazer todos os dias com muito carinho, levando as leitoras todas as coisas boas que eu aprendi ao decorrer da vida. O blog é o meu cantinho, ainda pequeno, mas com muito conteúdo e amor ?!”

Micaela Souza do MicaelaSouza.com

Cada uma com uma personalidade, com um público, com um sentimento. Mas uma coisa temos em comum: o desejo de dividir as melhores ideias e experiências. O blog pra mim começou como um escape, um hobby. Hoje é o local onde eu consigo, da minha forma e à minha maneira, dividir experiências com um público que cada dia mais, me tem feito entender que cada esforço, cada madrugada, cada olheira, cada sono perdido, cada minutinho em frente ao computador vale, mas vale muitíssimo a pena. Não é fácil, como muitos ainda pensam. Mas é gratificante.

Depois desses dizeres, fica a dica para outros blogs que eu também acompanho…Hehehehe

Xeruuuuu!

 

Leia mais

10 coisas que aprendi sendo mãe de menino

DSC_0016

Eu sempre quis ser mãe. Desde a adolescência, sempre tive isso na minha mente: vou crescer, casar e ter meus filhos. Sim, e sempre quis ter mais de um.

Depois da Alice, quando descobri que iria ser mãe novamente, criei na minha própria cabeça um inquietação sem fim, quando comecei a pensar se viria mais uma menina ou desta vez, um menino. Sim, porque apesar de parecer meio louco, no fundo no fundo, as mamães sempre tem o “faro” aguçado e geralmente acertam o sexo do bebê. Comigo foi assim, com os dois!

tpmblog

Depois de saber com toda a certeza absoluta que realmente meu mundo iria ficar bem mais azul, comecei a indagar sobre coisas como “Ah, não sei ser mãe de menino, e agora?” “Menino não tem laçarotes, nem frufrus, nem bolsa combinando com o sapato” “Ele vai ser mais apegado com o pai” e blá…blá…blá…

tpmblog
Meu bebê, com dias de vida!

Quem me conhece e tem mais contato comigo sabe um pouco da minha história e de como foi conturbada a fase do Arthur quando bebê. Mas Deus, que sabe de todas as coisas, mandou para mim não o que eu queria e sim, o que eu precisava: um eterno companheiro.

Então vou dividir aqui com vocês as coisas que aprendi sendo mãe desse menino que assim como Alice, mudou totalmente a minha vida!

  1. Menino é mais fácil de dar banho e arrumar, na hora de sair. Nem fico com preguiça, afinal, é só colocar uma bermuda, uma camisa e um sapato e pronto!!! E o cabelo??? Nem preciso gastar horas e horas penteando…rs. Muito mais prático.
  2. Eles também são mais fáceis de cuidar na hora do banho. Apesar dos cuidados serem praticamente os mesmos, eles são mais fáceis de limpar.
  3. O menino não precisa de mil pares de sapatos. Três já é o suficiente. Lembro-me que Alice tinha praticamente que um par para casa vestido.
  4. Meninos são mais econômicos. Pode acreditar. Já que não precisam tanto de sapatos, nem frufrus, nem bolsas, nem acessórios e tudo mais.
  5. Eles são super companheiros. Arthur desde pequeno é um grude comigo. Ele é meu ajudador, defensor, protetor, e como digo pra ele, meu eterno namorado… kkkkk
  6. Depois do Arthur, comecei a olhar com mais carinho para a seção de brinquedos de meninos nas lojas. Sempre gostei de olhar brinquedos femininos, mesmo antes de ter Alice, só para curiar mesmo.
  7. Meninos são felizes e se divertem com pouco. Uma bola ou um boneco de super herói já está de bom tamanho. Estes dias cheguei em casa com dois presentes (que  não são presentes coisa nenhuma) para as crianças. Para Alice, uma touca de cabelo para o banho e para o Arthur, um sabonete que eu disse para ele que era especial porque tinha cheiro de neném. Alice logo soltou que não tinha gostado do presente. Arthur saiu falando pra todo mundo naquele dia que tinha ganho um presente e que era um sabonete super cheiroso. Fazia questão até de buscá-lo no banheiro!
  8. Os meninos são mais carinhos e cuidadosos com as mães. Arthur sempre me surpreende quando, do nada, ele diz que me ama e que eu estou linda! Sempre faz questão ( e até chora se eu não deixar) de me ajudar a carregar as compras do supermercado e a tirar o lixo da casa. Sim, ele é super prestativo.
  9. Mães de meninos acabam se acostumando com os gritos nas brincadeiras. É um tal de “pow” “vou te pegar”,  que meu Jesus amado… Só falta sair um “pelos poderes de grayskull”!
  10. Os meninos são mais ciumentos. Ficam com ciúme de qualquer homem que se aproxima de mim. E para falar bem a verdade, a gente também acaba ficando também. Vivo falando pra ele que só vai namorar quando tiver 20 anos e que vai ter que cuidar de mim e me carregar no colo quando eu estiver bem velinha…rs

tpmblog

É difícil enumerar só 10 quesitos, ainda mais quando se tem uma vida toda para aprender mais e mais sobre a maternidade né? Quem sabe daqui há alguns anos eu posto mais outros 10!

tpmblog
O super herói da casa!

O bom mesmo foi aprender a ser mãe de uma forma geral. Aprendi e ensinei coisas para Alice e para Arthur, só que de formas e maneiras diferentes. Todos os dias eu acordo e agradeço pela vida deles e por me ensinarem tanto, mesmo com tão pouca idade. Filhos são herança do Senhor! Depois conto como é ser mãe de menina!

tpmblog
As duas riquezas!

Beijos e até mais!

Leia mais

Porto Velho agora também tem o “Moutinho de Coisas”

cd7291_d469c1cf65574fc7a6c4b9ccc2f9eaaa-mv2

Bom dia minhas lindas e meus lindos…

moutinho de coisas

Hoje é sexta-feira, dia de começarmos a planejar o nosso final de semana e venho nesse sentido, já fazer um convite. É o seguinte: a jornalista e minha amiga Débora Moutinho não resistiu e finalmente entrou para o rol do time das blogueiras. Ela lançou oficialmente ontem, durante o evento com o ator e diretor William Vita na Unopar, o seu mais novo trabalho: o Moutinho de Coisas!!!

Quer ver??? Acessa aí!!!

www.moutinhodecoisas.com

moutinho de coisas

Ela conta que a proposta é falar de um monte de coisa que ela vive e gosta. A ideia também é compartilhar assuntos de interesse público. Coisas de jornalista né….rs

Enfim, eu super apoiei a “Debs”. A gente tem que correr atrás dos nossos  sonhos e objetivos né? Ninguém pode fazer isso pela gente!

Ah… e aguardem que em breve estarei participando de quadros dentro da página dela também!!

Beijocas e acessem lá!

Leia mais

O fim só existe para quem não entende os recomeços….

recomeços

Tentaram me derrubar, tentaram fazer eu desistir. Sim, por diversas e diversas vezes. E de novo….

Há pouco menos de uma semana descobri que tinham hackeado o TPM. Em cinco anos, isso nunca havia acontecido.  Foi triste e doloroso, mas a palavra de Deus fala que a glória da segunda casa será maior que a da primeira não é verdade?

Algumas vezes não entendemos como certas coisas acontecem em nossas vidas. Na verdade, fica bem difícil de entender porque, quando tudo parece caminhar bem, aparece uma tempestade no meio do caminho. Estou ficando mestre em passar por elas e sei que ao final, concluirei meu caminho e chegarei muito mais forte.

Existem situações que, mesmo que não mereçamos, precisamos passar. Não porque somos ruins como pessoas ou algo parecido. Precisamos passar para que possamos ampliar a nossa visão e lá na frente, poder ajudar alguém. Esta tem sido a minha missão.

Eu aprendi muito nos últimos anos, principalmente, com as dificuldades. É, com as dificuldades. É nesse momento que paramos e analisamos o que realmente importa e se tem uma coisa que eu aprendi foi que podemos perder tudo nessa vida, menos a nossa fé e coragem para prosseguir. Desistir é muito fácil e é isso que muitas pessoas querem ver.

Quando a gente tem Deus na vida, apesar das lutas, sabemos que a vitória é garantida. Que valor você dá para algo que você ganhou sem ter lutado com todas as suas forças por isso?

Hoje eu estou voltando com o blog onde tenho trabalhado há anos. Algo pelo que tenho lutado constantemente. Tenho sonhado e regado todos os dias. Se a dificuldades vieram e as circunstâncias contrárias também, eu resisti. Estou aqui novamente, recomeçando, me reerguendo das cinzas, como muitos disseram…

Se alguém tentou me destruir ou me fazer desistir só me fez levantar muito mais forte. Estou de pé!!!!

O TPM Blog voltou com tudo. Muito mais bonito e moderno, como vocês mesmos poderão conferir.

Um agradecimento especial aos meus leitores e admiradores que sempre me incentivam. À minha família e a alguns amigos que trabalharam dia e noite comigo neste projeto para que ele voltasse com tudo. Em especial, ao Junior Paixão, que deixou de ser um parceiro, para virar um irmão.

O que parecia o fim, era só um começo….

Grandes coisas estão por vir!

Um beijão e muito obrigada a todos de todo o meu coração! Amo vocês!

Leia mais